A génese da literatura portuguesa de viagens radica na necessidade de registo de rotas, condições atmosféricas (literatura náutica e “livros de marinharia”), traduzidos em roteiros e diários de bordo, dos quais – compreendendo comentários extravasando a estrita descrição desses dados técnicos de orientação náutica – assoma esse novo género literário, multifacetado numa pluralidade de vertentes: desde a mera narração dos diferentes “achamentos” ou “descobrimentos”; à descrição de actos de conquista; passando pelo registo das impressões inaugurais sobre os novos espaços, paisagens, floras ou faunas; ou dos encontros com outros povos, com costumes e culturas ignotas.

Com existência já desde a Idade Média, com ignorados precursores que terão servido de base ao primeiro cronista (conhecido) das viagens oceânicas, Gomes Eanes de Zurara (com a sua “Crónica da Guiné”, de 1453), surgiria de forma mais vincada a partir da centúria de 1500 – tendo por mote a tradução portuguesa do “Livro de Marco Polo”, impressa em 1502 – não obstante o momento crucial do despontar desse género se consubstanciar necessariamente no “Roteiro da Primeira Viagem de Vasco da Gama” (1497-98), atribuído a Álvaro Velho, que, desde logo, granjearia o estatuto de texto fundamental da literatura de viagens, imediatamente sucedido pela “Carta a D. Manuel sobre o Descobrimento do Brasil”, de Pêro Vaz de Caminha (de 1500), mas também, por exemplo, com o “Esmeraldo de Situ Orbis”, de Duarte Pacheco Pereira (escrito entre 1505 e 1508), ou o “Roteiro do Mar Roxo”, de D. João de Castro (1540).

Bibliografia consultada

– História da Literatura Portuguesa, 17ª edição, Porto Editora – 3ª época, Cap. VII

– “História e Antologia da Literatura Portuguesa – Século XVI – Literatura de Viagens – I (O lado crítico e negro da expansão)” – Fundação Calouste Gulbenkian, Boletim nº 22, Julho de 2002

– “História e Antologia da Literatura Portuguesa – Século XVI – Literatura de Viagens – II” – Fundação Calouste Gulbenkian, Boletim nº 23, Dezembro de 2002

– “Literatura de Viagens” – Centro Virtual Camões – Instituto Camões

Anúncios