Navegador e mercador italiano (Veneza, 1432-18 de Julho de 1488). Oriundo de uma família de mercadores, integrava uma esquadra veneziana quando, em 1454, o mau tempo reteve os navios ao largo do Algarve. Foi, então, que travou conhecimento com o infante D. Henrique, com quem passou a colaborar. Na sua primeira viagem a África, em 1455, terá atingido o Senegal, passando por Madeira, Canárias e Cabo Branco. Na segunda, em 1456, terá descoberto quatro ilhas do arquipélago de Cabo Verde (Sal, Boavista, Santiago e Maio). A viagem continuou ao longo da costa africana, passando pela foz do Gâmbia e pelo cabo Roxo até à Guiné-Bissau. As suas Navigazoni, publicadas em Itália, em 1507, são valiosos documentos, que permitem compreender a extensão dos descobrimentos portugueses ao longo da costa africana. Nestas, relata detalhadamente as suas viagens, assim como faz uma pequena descrição da viagem do navegador Pedro Sintra até ao cabo Mensurado. Após o regresso a Veneza, continuou a actividade de mercador e foi incumbido de várias missões diplomáticas.

(via “História de Portugal – Dicionário de Personalidades” (coordenação de José Hermano Saraiva), edição QuidNovi, 2004)