Fernão de MagalhãesFernão de Magalhães terá nascido no Porto, por volta de 1480, tendo falecido na ilha de Mactan, nas Filipinas, a 27 de Abril de 1521.

De origem nobre, fez parte da expedição de D. Francisco de Almeida à Índia, no ano de 1505. Participou na tomada de Goa (em 1510) e nos combates de Malaca, no ano seguinte, tendo regressado a Portugal em 1513. Participaria ainda na defesa de Azamor, chefiada pelo duque de Bragança, enfrentando inúmeros combates, tendo ficado ferido numa perna.

Desgostoso com o facto de D. Manuel não lhe ter concedido uma recompensa pelos seus feitos, isolou-se no planeamento da viagem às Molucas pelo Ocidente, procurando uma passagem para o Pacífico, pela América do Sul, numa área não reservada aos portugueses pelo Tratado de Tordesilhas, apresentando esse plano a Castela em 1517, o que viria a ser aceite por Carlos V no ano seguinte.

A primeira viagem de circum-navegação partiria de Sevilha, a 20 de Setembro de 1519, alcançando, um ano depois, o estreito que tomaria o nome de Magalhães, sendo o primeiro europeu a navegar no oceano designado por Pacífico. Em 1521, com a tripulação (composta por castelhanos e portugueses) dizimada pela sede, fome e doenças – e tendo perdido, por naufrágio e deserção, 2 dos 5 navios -, ancorou em Cebu, nas Filipinas, vindo a ser morto numa emboscada, na ilha de Mactan.

A expedição seria completada por Juan Sebastián Elcano, dando seguimento ao plano delineado por Fernão de Magalhães, com o regresso, em Setembro de 1522, ao porto de Sanlúcar de Barrameda, de apenas um dos navios que iniciara a viagem 3 anos antes.

(Imagem via http://sio.midco.net/dansmapstamps/magellan.htm)

Bibliografia consultada

“História de Portugal – Dicionário de Personalidades” (coordenação de José Hermano Saraiva), edição QuidNovi, 2004