Capitão-donatário da ilha de São Tomé (?- 28 de Abril de 1499). Cavaleiro da Casa Real, depois de integrar várias expedições à costa africana, foi nomeado, em 1493, 3º capitão donatário da ilha de São Tomé. Iniciou, então, o efectivo povoamento e a verdadeira colonização da ilha, fazendo transportar para a região, primeiro, degredados, escravos negros e jovens cristãos-novos e, pouco depois, agricultores da Madeira. Durante o seu governo foi introduzida a cultura da cana-de-açúcar, que rapidamente se tornou um sucesso, assim como foi fundada a vila da Povoação, mais tarde a cidade de São Tomé. Recebeu vários privilégios por parte de D. João II, como a concessão do comércio e do resgate de escravos em certas zonas da costa africana.

(via “História de Portugal – Dicionário de Personalidades” (coordenação de José Hermano Saraiva), edição QuidNovi, 2004)