Governador da Índia (1505-1575). Filho segundo de Vasco da Gama, em 1524 acompanhou o pai à Índia, regressando ao continente após a morte do navegador. Em 1530 comandou a armada que fez o cruzeiro do Estreito e mais tarde, entre 1534 e 1539, serviu em Malaca, onde sucedeu a seu irmão Paulo da Gama no cargo de capitão. Nomeado governador da Índia em 1541, tornou-se o primeiro comandante europeu a navegar o Mar Vermelho até ao Suez, em perseguição das naus turcas, que, contudo, não conseguiu vencer, apesar de possuir uma poderosa armada de 75 embarcações. Regressado a Portugal em 1542, desentendeu-se com D. João III, que queria casá-lo contra sua vontade, acabando por exilar-se em Veneza, de onde regressou anos mais tarde, já idoso, para ocupar o cargo de governador de Lisboa.

(via “História de Portugal – Dicionário de Personalidades” (coordenação de José Hermano Saraiva), edição QuidNovi, 2004)