Rainha de Castela (Madrigal de las Altas Torres, 1451 – Medina del Campo, 1504), entre 1474 e 1504. Filha de João II de Castela e de D. Isabel de Portugal, envolveu-se num conflito com o irmão Henrique IV, de Castela, por este impor a sua filha Joana, a Beltraneja, para a sucessão no trono. Depois da morte do irmão conseguiu suceder-lhe no trono e tornar-se rainha de Castela. Casada com Fernando de Aragão, em 1469, ambos combateram o rei português, D. Afonso V, evitando as suas pretensões de aceder ao trono castelhano, por meio do casamento com a Beltraneja. A situação ficou resolvida com a assinatura do Tratado de Alcáçovas (1479), pelo qual o monarca português teve de renunciar às pretensões que tinha sobre o trono de Castela. Foi sob a alçada dos Reis Católicos que os cristãos tomaram Granada, em 1492, o último reduto muçulmano da Península Ibérica, e sob a sua bandeira que Cristóvão Colombo atingiu a América.

(via “História de Portugal – Dicionário de Personalidades” (coordenação de José Hermano Saraiva), edição QuidNovi, 2004)

Advertisements