Médico (? – 1443?). Físico do infante D. Fernando, acompanhou-o no seu cativeiro em Tânger, desde 1437, onde permaneceu prisioneiro junto com outros servidores como o futuro cronista do mesmo, João Álvares. Era filho de Fernão Lopes, famoso cronista, considerado o primeiro prosador da língua portuguesa.

(via “História de Portugal – Dicionário de Personalidades” (coordenação de José Hermano Saraiva), edição QuidNovi, 2004)

Anúncios