“Rabo-forcado – ave marinha do tamanho de uma galinha vulgar, com as asas muito compridas, pois chegam a ter 2 m de envergadura. O seu corpo é comprido e bifurcado. Actualmente é conhecida pelo nome de “fragata”.

Rabo de junco – ave com o tamanho dum pombo, de cuja cauda sai uma pena delgada e muito mais comprida que as outras.

Rijo – vento muito forte.

Rumo – caminho, rota seguida pelo navio. Cada uma das quartas em que se divide a rosa dos ventos. No tempo de Duarte Pacheco davam o nome de rumo a cada uma das 8 direcções principais da rosa dos ventos, tendo permanecido esse uso durante largo tempo.

Salceiro – chuva abundante, pouco duradoura, em zona limitada, e menos violenta que “aguaceiro”.

Sangradura – o mesmo que “singradura”.

Sesmo – um sexto.

Singradura – o espaço percorrido pelo navio em 24 horas, entre dois meios dias consecutivos. Este termo aparece, por vezes, a significar o espaço de tempo durante o qual o navio seguiu a um único rumo, e também o caminho correspondente.

Tempo feito – bom tempo e com ventos propícios.

Tempo grosso – com vento rijo e mar de grande vaga.

Terral – vento que sopra da terra para o mar durante a noite, até pouco depois do nascer do sol.

Traquete – o primeiro mastro das naus a contar da proa. Também tinha este nome a vela redonda que se arvorava neste mastro por cima do papafigos: traquete da gávea.

Vento bonançoso – vento fraco capaz de impulsionar uma nau, quando soprando de popa, entre 18 e 20 léguas, em 14 horas.

Vento calmão – vento muito fraco que podia dar a uma nau, à popa, entre 14 e 16 léguas, em 24 horas.

Vento esperto – vento capaz de fazer dar à nau, à popa, entre 33 e 35 léguas em 24 horas.

Vento fresco – vento capaz de impulsionar a nau, à popa, 30 léguas em 24 horas.

Vento galherno – vento que, soprando de popa, podia fazer andar uma nau entre 24 e 26 léguas em 24 horas.

Vento teso – vento forte que, soprando de popa, era capaz de fazer andar uma nau de 36 a 38 léguas em 24 horas.

Vento ventante – vento muito forte que, soprando de popa, podia fazer andar uma nau entre 43 e 45 léguas em 24 horas.

Verde – referido ao tempo significa mau tempo; ao mar, mar borrascoso.

Viração – vento fraco que sopra do mar para terra, geralmente entre o meio dia e o anoitecer. É o oposto ao “terral”.”

in “Uma Viagem Redonda da Carreira da Índia (1597-1598)”, de Joaquim Rebelo Vaz Monteiro, Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra, 1985, pp. 467 a 470 (excertos)

Anúncios