Militar (século XVI), foi comandante em Alcácer Quibir. Quando a batalha já estava no seu ponto mais alto e já não possibilitava retornos, consta que terá perguntado a D. Sebastião o que fazer. Olhando-o, o monarca terá dito: “Fazer o que eu faço”, ou seja, combater.

(via “História de Portugal – Dicionário de Personalidades” (coordenação de José Hermano Saraiva), edição QuidNovi, 2004)