Militar e político (1512? – 7 de Agosto de 1580). Ao comando da capitania de Diu (1545-1546), fez frente ao segundo cerco desta praça, atacada por Coja Sofar. Durante o episódio, contribuiu para um dos momentos mais gloriosos da presença portuguesa na Índia. Ao assédio de quase um ano, pôs termo o governador D. João de Castro. D. Sebastião fê-lo conselheiro de estado e governador do Reino. Facilitou a ascensão de Filipe I (II de Espanha) ao trono de Portugal.

(via “História de Portugal – Dicionário de Personalidades” (coordenação de José Hermano Saraiva), edição QuidNovi, 2004)