Militar (1490? – Portimão, 1522). Pai de D. João de Mascarenhas, herói de Diu. Em 1508, participou na frustrada conquista de Azamor e, anos mais tarde, também esteve presente na conquista desta praça do Norte de África. Em 1512, com cem lanceiros, manteve-se em luta quase um ano em Safim. Participou no cerco de Arzila (1516). Foi governador de Safim (1516-1521) e empenhou-se na construção da fortaleza de Aguz (abandonada em 1525). Quando regressava de Marrocos para Portugal, já cansado de tanto ter lutado, naufragou na barra de Portimão.

(via “História de Portugal – Dicionário de Personalidades” (coordenação de José Hermano Saraiva), edição QuidNovi, 2004)

Advertisements