Militar (1520 – Cascais, 2 de Agosto de 1580). Serviu no Oriente, tendo sido governador da Índia de 1577 a 1578. No ano seguinte, regressou a Portugal para se tornar capitão-mor do Alentejo. Chefe das tropas de D. António, prior do Crato, com reduzidas forças opôs-se, em Cascais, ao exército do duque de Alba. Obrigado a render-se a 2 de Agosto de 1580, sem processo formado, foi decapitado em praça pública.

(via “História de Portugal – Dicionário de Personalidades” (coordenação de José Hermano Saraiva), edição QuidNovi, 2004)