Vice-rei da Índia (século XVI), de 1571 a 1573. Filho de D. Garcia de Noronha, viajou pela primeira vez ao Oriente em 1550. No governo de D. Antão de Noronha, comandou a defesa de Cananor. Durante o seu vice-reinado, levantou o cerco de Goa, imposto pelo imperador Akbar. Com a sua diplomacia, transformou a inimizade deste num tratado de paz e amizade, um dado importante para o domínio português na Índia. Pouco compreendido entre os outros dirigentes portugueses da Índia, foi substituído no governo e regressou ao reino, onde pouco tempo depois faleceu de desgosto.

(via “História de Portugal – Dicionário de Personalidades” (coordenação de José Hermano Saraiva), edição QuidNovi, 2004)