Começaram as demolições da zona da Exposição Mundial de Lisboa. O primeiro edifício a ser destruído foi um escritório de uma empresa de contentores situado na Doca dos Olivais.

(via “A Cidade da EXPO’98 – Uma Reconversão na Frente Ribeirinha de Lisboa?”, Vítor Matias Ferreira e Francisco Indovina, Editorial Bizâncio, Lisboa, 1999)

Anúncios