Em terra firme, em direito destes baixos, está uma serrania muito alta e formosa, à qual serrania puseram o nome de serras de São Rafael, e aos baixos isso mesmo.

Estando o navio em seco, vieram duas almadias, e ele e a nós, as quais trouxeram muitas laranjas, muito doces e muito boas, melhores do que as de Portugal. E ficaram em o navio dois mouros, que foram ao outro dia connosco a uma cidade que se chama Mombaça. […]

(via “História e Antologia da Literatura Portuguesa – Século XVI – Literatura de Viagens – II” – Fundação Calouste Gulbenkian, Boletim nº 23, Dezembro de 2002 – a partir de “Relação da Primeira Viagem de Vasco da Gama (1497-1499)”, introd. e notas de Luís de Albuquerque, Lisboa, CNCDP/ME, 1989)