ChinaChina

“A civilização chinesa é anterior ao Império Romano. No entanto o seu encontro com a Europa tardou largos séculos.

No século XIII as crónicas de Marco Polo foram consideradas uma fantasia. Quem acreditava que do outro lado do mundo houvesse um império tecnologicamente avançado, dominando já técnicas como a do fabrico do papel ou da utilização da pólvora (mesmo a nível militar, com os primeiros foguetes)?

Seria preciso esperar pelas viagens dos portugueses à Índia e ao Extremo Oriente para se perceber que o viajante veneziano não tinha exagerado ao descrever tanto fausto e poder.

Um quarto da população mundial é chinesa, sendo esta país o terceiro maior do mundo em área, logo depois da Rússia e do Canadá.

Um ecrã gigante de 360º é um dos chamarizes deste pavilhão.

(ver imagem aqui)

A produção apresentada recorre às mais recentes técnicas de filmagem e projecção para apresentar aos visitantes a História milenar deste país.

Não deixe também de ver uma réplica da Grande Muralha da China toda feita em conchas. Esta réplica da maior fortificação do planeta (única construção humana visível do espaço, dados os seus 6000 km de comprimento) foi feita pelos artesãos do porto de Dalian, no nordeste da China.

Ainda em destaque, modelos dos famosos barcos-dragão feitos em osso.

Relíquias diversas e modelos de embarcações antigas completam as referências à história do Império do Meio (a designação advém de os chineses antigos considerarem que estavam rodeados por bárbaros – daí a construção da muralha).

Outro ponto onde esta representação investiu fortemente foi na apresentação do programa espacial chinês, com grande destaque para os seus satélites e foguetões propulsores.”

In Guia da EXPO – Expresso, p. 15

Anúncios