Guerreiro (? – Ternate, 1521). Sabe-se que já se encontrava na Índia em 1505, durante o vice-reinado de D. Francisco de Almeida, e que, pouco depois, seguiu numa armada de socorro enviada a Cananor. Em 1509, participou na primeira conquista de Malaca, onde travou amizade com o navegador Fernão de Magalhães. Após a segunda tomada daquela fortaleza, em 1511, integrou a armada chefiada por António Abreu que descobriu as ilhas Molucas. Durante a viagem, afastou-se da expedição, e, vítima de um naufrágio, acabou por ir parar a Ternate, onde se fixou. Morreu em circunstâncias pouco claras, sendo provável que tenha sido envenenado por mercadores muçulmanos que disputavam o comércio com os portugueses.

(via “História de Portugal – Dicionário de Personalidades” (coordenação de José Hermano Saraiva), edição QuidNovi, 2004)

Anúncios