Navegador (século XV). Filho do explorador Diogo de Teive, acompanhou o pai numa viagem, provavelmente realizada por volta de 1453, durante a qual efectuaram o descobrimento de duas ilhas do arquipélago dos Açores, actualmente designadas por Corvo e Flores.  Após a morte do pai, foram concedidos a João de Teive todos os direitos sobre as ilhas, posses essas até então detidas por Fernão Teles.

(via “História de Portugal – Dicionário de Personalidades” (coordenação de José Hermano Saraiva), edição QuidNovi, 2004)

Anúncios