Foi primeiro marquês o quarto conde de Ourém, D. Afonso, filho primogénito do primeiro duque de Bragança. Foi o primeiro marquês de Portugal, título obtido por carta de D. Afonso V, datada de 11 de Outubro de 1451. Foi um homem culto, graças às constantes viagens ao estrangeiro, designadamente a Itália, tendo tomado parte como embaixador dos concílios gerais de Ferrara, Florença e Roma, era então papa Eugénio IV. Em 1458, D. Afonso V preparou uma armada de 25 mil soldados para conquistar terras no norte de África. A armada foi organizada em Lisboa, no Porto e em Lagos, e a esta cidade algarvia todos os navios convergiram. D. Afonso partira do Porto. Dias depois, a poderosa força tomou facilmente Alcácer Ceguer, num combate em que muito se distinguiu D. Afonso. Teve um filho natural, D. Afonso de Portugal, que foi forçado por D. João II à vida eclesiástica, mas teve um filho bastardo, D. Francisco de Portugal, que viria a ser o primeiro conde de Vimioso.

(via “História de Portugal – Dicionário de Personalidades” (coordenação de José Hermano Saraiva), edição QuidNovi, 2004)

Anúncios