Explorador (?-Barcelos, Brasil, 27 de Outubro de 1796). Para além de não se saber qual a data de nascimento, também se desconhecem dados relativos aos seus primeiros anos de vida. É certo, contudo, que foi funcionário superior da Administração, que defendeu a praça de Mazagão e que, em 1769, partiu para a Amazónia. Foi, então, incumbido de governar a fronteira com a Guiana Francesa. Em 1784, passou a tomar conta da fronteira com os territórios espanhóis no alto do Rio Negro. Tornou-se sargento-mor e passou a fazer o reconhecimento dessa região. Descobriu ligação entre o Rio Negro e Japurá através de três caminhos. Entre Rio Negro e Solimões, finalizou os dados relativos à hidrografia e às vias de comunicação. Disfarçado de canoeiro, examinou de forma pormenorizada as posições espanholas vizinhas. Transferiu ainda a capital de Barcelos para o lugar da Barra, a actual Manaus. Passou, entretanto, ao vale do Rio Branco, que explorou com detalhe, levantou carta e escreveu Descrição Relativa ao Rio Branco e seu Território. Foi designado governador da capitania de Rio Negro, em Fevereiro de 1787. Um ano depois, foi escolhido para ser o chefe das turmas portuguesas de limites para o cumprimento do Tratado de Santo Ildefonso. Foi ele quem coordenou, chamou a atenção e dirigiu os companheiros e ainda que fez frente aos espanhóis quando se queriam exceder na interpretação do documento.

A Manuel da Gama Lobo de Almada também se deve a implantação das primeiras fazendas de gado do Rio Branco. Desenvolveu o povoado com igrejas e também com pequenas indústrias. Protegeu a população, que o soube admirar e estimar. Contudo, foi vítima de uma conspiração recheada de intrigas, tendo sido posta em causa a sua honestidade na Administração, acabando por ser demitido. Defendeu-se mostrando que continuava pobre, até porque o Estado ainda não lhe tinha pago os vencimentos. Faleceu com a sua dignidade ferida.

(via “História de Portugal – Dicionário de Personalidades” (coordenação de José Hermano Saraiva), edição QuidNovi, 2004)

Anúncios