Foi primeiro marquês (e também segundo conde de Vila Verde) D. Pedro António de Noronha de Albuquerque (1661-1731), senhor de vários lugares e vilas, alcaide-mor e comendador de Aljezur. O título foi-lhe atribuído por carta de D. João V datada de 21 de Janeiro de 1714. Brilhante militar foi o sexto marquês, D. João de Noronha Camões de Albuquerque Sousa Moniz (1788-1827), que se salientou nas batalhas do Buçaco e de Albuera e nas acções de Ciudad Rodrigo e Badajoz, todas na sequência das invasões francesas. Passou depois ao Brasil, onde foi governador da Baía (1814-1819). Quando voltou ao reino com a família real foi governador de armas do Minho (1826). Logo no início da revolta absolutista, tomou o partido dos liberais, tendo derrotado o inimigo na Ponte do Prado e em Ponte da Barca. […]

(via “História de Portugal – Dicionário de Personalidades” (coordenação de José Hermano Saraiva), edição QuidNovi, 2004)

Anúncios