[…] O oitavo conde, D. Marcos de Noronha e Brito (1771-1828), foi o último vice-rei do Brasil. No regresso a Portugal foi preso sob a falsa acusação de ter contribuído para a independência do Brasil. Após rigoroso inquérito, foi ilibado e chegou mesmo a ser nomeado membro da regência que D. João VI instituiu por decreto de 7 de Março de 1826, sob a presidência da infanta D. Isabel Maria.

(via “História de Portugal – Dicionário de Personalidades” (coordenação de José Hermano Saraiva), edição QuidNovi, 2004)

Anúncios