Foi primeiro visconde João António Sálter de Mendonça (1746-1825), fidalgo-cavaleiro da Casa Real, cavaleiro da Ordem de Cristo e comendador da de Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa. Foi desembargador da Relação do Rio de Janeiro, encarregado dos Negócios da Fazenda e do Reino (de 1807 a 1820), guarda-mor do Arquivo da Torre do Tombo, porteiro e guarda-mor da alfândega do Rio de Janeiro e escrivão proprietário da carga e descarga das naus da Índia. D. João VI concedeu-lhe, por decreto de 13 de Maio de 1819 e carta de 22 de Junho de 1820, o título de visconde em duas vidas. Em 2000, o título de visconde de Azurara pertencia a D. Henrique Raul Ferreira Leite Pereira de Cernache.

(via “História de Portugal – Dicionário de Personalidades” (coordenação de José Hermano Saraiva), edição QuidNovi, 2004)

Anúncios