A partir de amanhã, aqui darei início – no Carreira da Índia – à publicação de um conjunto de artigos da autoria do historiador Paulo Jorge de Sousa Pinto, tendo por temática aspectos relacionados com a presença portuguesa no Oriente, no contexto da época da expansão, na sequência das viagens e explorações marítimas dos Descobrimentos. Em concreto, estes artigos incidirão sobre a presença portuguesa em Macau e em Malaca.

Paulo Jorge de Sousa Pinto é actualmente Doutorando na Faculdade de Ciências Humanas da Universidade Católica Portuguesa, sendo também Mestre em História dos Descobrimentos e da Expansão Portuguesa pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas. A sua área de actividade científica e domínio de especialização é a História da Expansão Portuguesa, História da Ásia do Sueste.

É autor dos seguintes principais trabalhos:

  • “Purse and Sword: D. Henrique Bendahara and Portuguese Melaka in the late 16th Century”. Santa Barbara Portuguese Studies, Vol. II, University of California, 1995 (reeditado sob a designação de Sinners and Saints/ The Successors of Vasco da Gama, ed. Sanjay Subrahmanyam, New Delhi, Oxford University Press, 1998)
  • “Melaka, Johor and Aceh: A bird’s eye view over a Portuguese-Malay Triangular Balance (1575-1619)”. Actas do Colóquio Nouvelles Orientations de la Recherche sur l’Histoire de l’Asie Portugaise (Paris, 3-4 Junho 1994). Paris, Centre Culturel Calouste Gulbenkian, 1996
  • Portugueses e Malaios – Malaca e os Sultanatos de Johor e Achém (1575-1619). Lisboa, Sociedade Histórica da Independência de Portugal, col. “Memória Lusíada”, nº 1, 1997
  • “Captains, Sultans and liaisions dangereuses: Melaka and Johor in the Late Sixteenth Century” In Peter Borschberg (ed.), Iberians in the Singapore-Melaka Area and Adjacent Regions (16th to 18th Century). Wiesbaden, Harrassowitz Verlag / Lisboa, Fundação Oriente, 2004.
  • “Portugal em Malaca e no Mundo Malaio-Indonésio” In Rosa Maria Perez (ed.), Os Portugueses e o Oriente – História, Itinerários, Representações. Lisboa, Publicações Dom Quixote, 2006.
  • “As Vias do Relacionamento – As Missões de Diplomacia Informal”, “Os Canais de Circulação de Informações e a Representação Cultural – Os Canais Oficiais” e “Os Canais de Circulação de Informações e a Representação Cultural – Os Canais Oficiosos” In Jorge dos Santos Alves (ed.), Portugal e Indonésia – História das Relações Políticas e Diplomáticas (1509-1974). Macau, Instituto Internacional (em preparação).

Aqui expresso publicamente o meu agradecimento ao autor pela disponibilidade e cortesia manifestadas, ao facultar a publicação neste blogue de alguns dos seus artigos.

(foto via)

Anúncios