Bandeirante paulista (? – São Paulo, 1722). Como capitão-mor percorreu 24 vezes os sertões do Paraná e Paraguai, à procura de índios para trabalhar como escravos. No período de 1673 a 1680 atingiu terras cuiabanas, sendo considerado o primeiro homem branco a pisá-las. Alcançou a confluência do rio Cuiabá com o Coxipó, baptizando-o de São Gonçalo, e prosseguiu viagem na tentativa de descobrir as Minas dos Martírios. O seu filho, António Pires de Campos, em 1718, chegou ao mesmo local, que rebaptizou de São Gonçalo Velho, e combatendo com os índios coxiponés, aprisionou dezenas para vendê-los em São Paulo. Foi também um dos pioneiros no desbravamento das regiões de Mato Grosso e Goiás. Em 1675, a sua bandeira atingiu o limite norte do Mato Grosso. Em 1716, a região de Cuiabá foi atingida por António Pires de Campos, que já estivera no Mato Grosso, aos 14 anos, integrado na bandeira do seu pai.

(via “História de Portugal – Dicionário de Personalidades” (coordenação de José Hermano Saraiva), edição QuidNovi, 2004)

Anúncios