Missionário (Vila Viçosa, 1584? – 1654), chamava-se Manuel Calado do Salvador. Membro da Ordem de São Paulo, em 1624 seguiu para o Brasil, fixando-se em Pernambuco. Com as invasões flamengas do território, a partir de 1630, passou a ter um importante papel na luta contra o inimigo. Odiando o domínio dos holandeses, soube porém privar com eles, chegando a obter a amizade do conde João Maurício de Nassau, governador do Brasil holandês (1637-1644). Em 1645, participou na revolta dos pernambucanos. Foi então que redigiu a crónica de guerra Valeroso Lucideno e Triunfo da Liberdade (impressa em 1648). Um misto de combatente, pregador, poeta e cronista, Frei Manuel Calado descreveu de forma brilhante o dia-a-dia de portugueses e holandeses, salientando os episódios marcantes que tiveram lugar durante o domínio flamengo (1630-1646).

(via “História de Portugal – Dicionário de Personalidades” (coordenação de José Hermano Saraiva), edição QuidNovi, 2004)

Anúncios