Religioso (1754? – depois de 1821), ficou conhecido como o “pai da geografia brasileira”. Sabe-se que em 1769 estava fixado no Rio de Janeiro, onde era capelão da respectiva Misericórdia. É de sua autoria a Corografia Brasílica ou Relação Histórico-Geográfica do Reino do Brasil (2 vols., 1817), útil e criteriosa obra, realizada com base em relatórios de viagem, roteiros e documentos históricos e onde foi pela primeira vez publicada a Carta de Pêro Vaz de Caminha. Regressou a Portugal em 1821, desconhecendo-se a data da sua morte.

(via “História de Portugal – Dicionário de Personalidades” (coordenação de José Hermano Saraiva), edição QuidNovi, 2004)

Anúncios