Historiador (Travassós, Viseu, 1722 – São Julião da Barra, Oeiras, 1776). Jesuíta desde 1739, partiu para o Brasil dois anos mais tarde, vivendo a maioria do tempo no vale amazónico. Foi desterrado como os demais jesuítas em 1759, vivendo desde então encarcerado até à morte. Na prisão escreveu o livro Tesouro Descoberto no Máximo Rio Amazonas, uma das fontes mais genuínas para o conhecimento daquela área do território brasileiro.

(via “História de Portugal – Dicionário de Personalidades” (coordenação de José Hermano Saraiva), edição QuidNovi, 2004)

Anúncios