Mestre de obras (século XVI). Cavaleiro da Casa Real, fixou residência no Brasil de 1549 a 1553. D. João III, a 14 de Janeiro de 1549, nomeou-o mestre das obras da cidade que Tomé de Sousa pretendia fundar na Baía, sob a sugestão do arquitecto Miguel de Arruda. Foi o construtor das primeiras casas e fortificações da localidade que veio a ser capital do Brasil.

(via “História de Portugal – Dicionário de Personalidades” (coordenação de José Hermano Saraiva), edição QuidNovi, 2004)

Anúncios