Em 1638, na qualidade de piloto-mor, seguiu para Pernambuco (Brasil) na armada chefiada pelo conde da Torre, D. Fernando de Mascarenhas, para ali combater os holandeses, que haviam tomado a região. Aportando em Salvador em 1639, foi ferido em combate, acabando por falecer devido aos ferimentos. Como reconhecimento pelo serviço prestado à nação, a sua filha passou a receber uma tença anual, a partir de 1645.

(via “História de Portugal – Dicionário de Personalidades” (coordenação de José Hermano Saraiva), edição QuidNovi, 2004)

Anúncios