Historiador e militar (Coruche, 1625? – Lisboa, 1692). Oriundo de uma família abastada, participou nas guerras da Restauração nomeadamente na Batalha do Montijo (1644). Em 1653 foi nomeado almirante da esquadra da Companhia do Comércio do Brasil que, no ano seguinte, teve a derradeira vitória sobre a resistência holandesa em Pernambuco. Em 1655, ascendeu a general da segunda frota da mesma companhia e, em 1658, foi governador da praça de Juromenha. Três anos mais tarde, recebeu o governo de Pernambuco, cargo que manteve até 1664, assumindo a governação da cidade de Beja, em 1665. Publicou diversos livros de grande valor histórico e literário, de onde se destaca A Relação da Viagem Que Fez ao Brasil a Armada da Companhia, Ano de 1665 (1667) e Nova Lusitânia, História da Guerra Brasílica (1675). Esta última obra, que é considerada um clássico da língua portuguesa, representa o primeiro grande estudo no domínio da história da América portuguesa.

(via “História de Portugal – Dicionário de Personalidades” (coordenação de José Hermano Saraiva), edição QuidNovi, 2004)

Anúncios