Heroína brasileira (Baía, 1792 – Baía, 1853). Filha de um português. ficou órfã muito nova. Lutou pela independência do Brasil, vestiu trajes masculinos e alistou-se como combatente contra as tropas portuguesas, sob o nome de “soldado Medeiros”. Ferida em combate, veio a saber-se que não se tratava de um homem. Permaneceu na batalha até que, no fim da guerra, se deslocou à Corte com a notícia da vitória. O seu retrato consta em todos os quartéis e repartições militares brasileiras, existindo ainda uma medalha militar com o seu nome.

(via “História de Portugal – Dicionário de Personalidades” (coordenação de José Hermano Saraiva), edição QuidNovi, 2004)

Anúncios