Governador de Angola e vice-rei do Brasil (2 de Maio de 1701 – Baía, 4 de Junho de 1760), foi quarto conde de Avintes, primeiro conde (na sua família) do Lavradio e primeiro marquês do Lavradio. Sublinhe-se que o primeiro conde do Lavradio  foi Luís de Mendonça Furtado e Albuquerque, tendo sido o único da sua família, pelo que o título foi extinto, para ser renovado noutra família, a dos Almeidas, condes de Avintes. Voltando ao primeiro marquês do Lavradio, foi capitão de Infantaria e depois coronel da mesma arma no Regimento de Elvas. Em 1748, foi nomeado governador e capitão-general de Angola, conservando-se no lugar até 1753. De volta ao reino foi governador de Elvas e promovido a sargento-mor-de-batalha em 1757. Decorridos dois anos foi nomeado vice-rei do Brasil (o oitavo), mas não teve tempo para grandes acções, pois morreria meses depois.

(via “História de Portugal – Dicionário de Personalidades” (coordenação de José Hermano Saraiva), edição QuidNovi, 2004)

Anúncios