Militar (Tânger?, 1566? – 1617?). Depois de lutar na Flandres, seguiu para o Brasil, em 1602, com o posto de sargento-mor. No Maranhão juntou-se a Jerónimo de Albuquerque e a Alexandre Moura na luta contra os indígenas e franceses, conseguindo a conquista do terrítório em 1615. Das suas experiências no Ocidente ficou o Livro que Dá Razão ao Estado do Brasil (1612) e a Jornada do Maranhão (1614), obras que não assinou. Nesta última, Moreno relata a conquista do território, embora tenha enaltecido os seus próprios feitos.

(via “História de Portugal – Dicionário de Personalidades” (coordenação de José Hermano Saraiva), edição QuidNovi, 2004)

Anúncios