Poeta e jurista (Lisboa, 4 de Julho de 1731 – Rio de Janeiro, 5 de Outubro de 1799). Diplomou-se em Direito e seguiu a carreira da magistratura, tendo exercido em Castelo de Vide, Elvas, Porto e Rio de Janeiro, tendo sido um dos desembargadores indicados para julgar implicados na Inconfidência Mineira. Contribuiu para fundar a Arcádia Lusitana. Celebrizou-se com o poema herói-cómico O Hissope (1802), onde satiriza os valores da classe social decadente.

(via “História de Portugal – Dicionário de Personalidades” (coordenação de José Hermano Saraiva), edição QuidNovi, 2004)

Anúncios