Almirante (Lisboa, 29 de Setembro de 1804 – Montevideu, 8 de Agosto de 1882), em 1866 recebeu o título de barão do Amazonas. Estudou na Academia da Marinha do Rio de Janeiro. Teve desempenho notável nas campanhas navais do Rio da Prata (1826-1828), bem como do Grão-Pará, principalmente na retoma dos rebeldes da povoação de Igarapé-Mirim, em 1836. Teve ainda papel de relevo durante a guerra da Tríplice Aliança. Saiu vitorioso da batalha Naval de Riachuelo, conseguindo vencer a armada paraguaia. Em 1908, os seus restos mortais foram trasladados do Uruguai para a base do monumento que lhe foi dedicado no Rio de Janeiro.

(via “História de Portugal – Dicionário de Personalidades” (coordenação de José Hermano Saraiva), edição QuidNovi, 2004)

Anúncios