Bispo (?-1624). Foi cónego doutoral da Sé de Évora (1611-1617), passando depois a exercer o cargo de inquisidor-mor daquela cidade. Em 1622, seguiu para o Brasil, após ter sido nomeado bispo da Baía no ano anterior. Lutou com empenho contra os ataques dos holandeses, que conseguiu expulsar da diocese com a ajuda de uma armada vinda do reino. Durante o difícil período das lutas, os flamengos capturaram o governador Diogo de Mendonça Furtado, pelo que o prelado assumiu o governo da capitania da Baía, que posteriormente entregou a Francisco Marinho de Eça.

(via “História de Portugal – Dicionário de Personalidades” (coordenação de José Hermano Saraiva), edição QuidNovi, 2004)

Anúncios