Antecedentes


“Colombo muda-se para Castela e oferece os seus serviços aos Reis Católicos. É fundada a Casa dos Escravos. Azamor, no norte de África, cai em poder dos portugueses”.

(in suplemento da Revista Visão nº 371 – Abril de 2000)

“Diogo Cão explora a costa africana desde o Zaire ao cabo Gross, na Namíbia. É atribuído foral à ilha de S. Tomé. Pedro Reinel publica um mapa de África até à foz do Zaire”.

(in suplemento da Revista Visão nº 371 – Abril de 2000)

“João Afonso de Aveiro explora o reino africano do Benim e funda uma feitoria. O genovês Cristóvão Colombo, residente em Portugal e casado com uma filha de Bartolomeu Perestrelo, propõe a D. João II viajar até à Índia por Ocidente, atravessando o Atlântico, mas o rei recusa-se a conceder-lhe meios”.

(in suplemento da Revista Visão nº 371 – Abril de 2000)

“Diogo Cão coloca um padrão na foz do Zaire e sobe o rio até à catarata de Ielala, estabelecendo relações com o reino do Congo. A capitania de S. Jorge é atribuída a João Vaz Corte-Real”.

(in suplemento da Revista Visão nº 371 – Abril de 2000)

“Diogo Cão navega até ao cabo Lobo. Huertere (Horta) obtém a capitania do Pico”.

(in suplemento da Revista Visão nº 371 – Abril de 2000)

“Morre D. Afonso V e sobe ao trono D. João II. A Casa da Mina é transferida de Lagos para Lisboa. Diogo de Azambuja funda a fortaleza de S. Jorge da Mina”.

(in suplemento da Revista Visão nº 371 – Abril de 2000)

“Uma frota castelhana é capturada na Mina. A França começa a importar açúcar da Madeira”.

(in suplemento da Revista Visão nº 371 – Abril de 2000)

“Pouco motivado pelas explorações, Afonso V parte para Castela e França, tentando obter o trono castelhano com o auxílio do rei francês Luís XI”.

(in suplemento da Revista Visão nº 371 – Abril de 2000)

“O ainda príncipe e futuro D. João II passa a dirigir a expansão. Possível viagem de Gaspar Corte-Real à Gronelândia. Rui Gonçalves da Câmara compra a capitania de S. Miguel”.

(in suplemento da Revista Visão nº 371 – Abril de 2000)

“João de Santarém e Pêro Escobar descobrem as ilhas de S. Tomé, Príncipe, Fernando Pó e Ano Bom. Noutra viagem, exploram a costa da Mina”.

(in suplemento da Revista Visão nº 371 – Abril de 2000)

« Página anteriorPágina seguinte »