Navegador (? – Angra, Açores, 1499). Irmão mais velho de Vasco da Gama, apesar de doente acompanhou-o no descobrimento do caminho marítimo para a Índia, ao comando da nau São Rafael, revelando-se o mais dedicado e fiel conselheiro do irmão durante a famosa viagem. Dotado de um carácter sereno e prudente, Paulo da Gama teve grande influência para o êxito da expedição, não só por defender os homens perante os ímpetos do irmão, mas também pela coerência com que comandou a sua nau. Em Calecute, depois de Vasco desembarcar, Paulo assumiu o comando da armada e, perante o perigo, recusou pôr-se a salvo sem que o irmão voltasse. Durante a viagem de regresso, não estando a sua nau em condições de navegar, teve de ser queimada, passando Paulo da Gama para a capitania, onde o seu já débil estado de saúde piorou. Vendo a gravidade da situação, Vasco rumou rapidamente para a ilha Terceira, mas Paulo faleceria pouco depois de aportar a terra.

(via “História de Portugal – Dicionário de Personalidades” (coordenação de José Hermano Saraiva), edição QuidNovi, 2004)

Anúncios